projeto ágil tem documentação

Projeto ágil tem documentação, sim!

Existe uma lenda urbana no campo da agilidade, que, se seu projeto é ágil, a documentação é desnecessária… Mas acredite, o projeto ágil tem documentação, sim!

Há fortes justificativas que tornam este mito crível, e as que mais ouço são:

  • A documentação torna-se obsoleta com muita rapidez;
  • Existe um desperdício de tempo criando-se pilhas de documentações que ninguém nunca vai ler;
  • O mundo é dinâmico e está em constante mudança e, portanto, o projeto deve ser simples para suportar as mudanças;
  • Documentar é chato, codificar é legal!
  • Está no Manifesto Ágil. (?!)

Tenho certeza que você já ouviu estas e muitas outras justificativas, algumas coerentes, outras totalmente absurdas. Mas a mais forte justificativa vem de um mal entendimento sobre os valores do Manifesto Ágil.

(mais…)

Leia Mais

lean thinking

Os 5 princípios do Lean Thinking

Os 5 princípios do Lean Thinking são apresentados no livro Lean Thinking, escrito por James J. Womack e Daniel T. Jones, com sua primeira publicação em 1996. Neste livro, os autores apresentam as suas visões sobre os princípios da Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing), baseado no Sistema Toyota de Produção, buscando meios de eliminar desperdícios nas empresas.

Os princípios do lean thinking

Desperdício, para o Lean Thinking,  é qualquer atividade que consome recursos da empresa mas não cria valor ao cliente. Visando a eliminação destes desperdícios, o Lean Thinking aposta em 5 princípios:

(mais…)

Leia Mais

Duas mentes compartilhando informações para o sucesso na adoção de metodologias ágeis

Sucesso na adoção de metodologias ágeis

Antes de falar sobre o sucesso na adoção de metodologias ágeis, vamos falar um pouco sobre o ShuHaRi, uma filosofia oriental voltada para o aprendizado.

O ShuHaRi

O ShuHaRi é um termo originalmente utilizado nas artes marciais japonesas, que descreve os estágios de aprendizado dos discípulos até tornarem-se mestres.

São 3 os estágios descritos nesta filosofia: o Shu (守) é o primeiro, o Ha (破) o segundo e o Ri (離) é o terceiro e último estágio. Um mestre certamente passou por todos esses estágios, e em cada estágio o mestre teve posturas diferentes para o seu aprendizado.

(mais…)

Leia Mais