projeto ágil tem documentação

Projeto ágil tem documentação, sim!

Existe uma lenda urbana no campo da agilidade, que, se seu projeto é ágil, a documentação é desnecessária… Mas acredite, o projeto ágil tem documentação, sim!

Há fortes justificativas que tornam este mito crível, e as que mais ouço são:

  • A documentação torna-se obsoleta com muita rapidez;
  • Existe um desperdício de tempo criando-se pilhas de documentações que ninguém nunca vai ler;
  • O mundo é dinâmico e está em constante mudança e, portanto, o projeto deve ser simples para suportar as mudanças;
  • Documentar é chato, codificar é legal!
  • Está no Manifesto Ágil. (?!)

Tenho certeza que você já ouviu estas e muitas outras justificativas, algumas coerentes, outras totalmente absurdas. Mas a mais forte justificativa vem de um mal entendimento sobre os valores do Manifesto Ágil.

Vamos, por um minuto, revisar os valores do Manifesto Ágil para ver o que podemos encontrar:

Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas
Software em funcionamento mais que documentação abrangente
Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
Responder a mudanças mais que seguir um plano

Note o valor destacado. Quem costuma defender ou acreditar no mito de que o desenvolvimento ágil não necessita de documentação, costuma se apoiar neste valor.

De fato, Software em funcionamento é um valor muito importante para o manifesto. Mas deve sobrepor a documentação? Não, projeto ágil tem documentação, sim!

O Manifesto Ágil é muito claro em nos dizer que:

… mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda.

Mas o que isso significa?

De forma simples, o manifesto por si só reconhece o valor que a documentação possui. Ela somente enfatiza que, dentro dos valores “software em funcionamento” e “documentação abrangente”, o projeto deve aplicar maiores esforços no primeiro, e não abandonar por completo a documentação do projeto.

Muitos projetos ágeis rodam em um ambiente de muitas incertezas e manter uma documentação abrangente pode realmente parecer insano ou impossível.

Deste modo, o que é recomendado em projetos ágeis é documentar  somente o necessário para seguir com a construção do produto, tirar e reduzir as dúvidas, obter os requisitos funcionais e não funcionais do produto etc. Documentar, no meio ágil, significa criar algo útil para a equipe, patrocinadores, gestores. Algo que seja suficiente para que as decisões corretas sejam tomadas.

O que você deve levar em consideração na hora de criar a documentação é:

  • Para quem será útil esse documento?
  • Qual é o nível de detalhes que é preciso para que se possa tomar uma decisão?
  • O documento parece simples ou complexo?

Documentos complexos perdem o seu valor ágil. Se o documento parece complexo de mais, simplifique. Substitua longos textos e fontes pequenas por gráficos mais intuitivos, fluxogramas, desenhos. Esse tipo de documentação agregará um valor enorme ao seu projeto, e sempre ajudará a sua equipe, patrocinadores, gestores etc a tomarem as decisões necessárias.

Então da próxima vez que você ouvir alguém falando que um projeto ágil não precisa de documentação, faça um favor para esta pessoa e diga:

Projeto ágil tem documentação, sim!